ROBERT RAUSCHENBERG

porth arthur | texas | EUA | 1925 - 2008

No limiar entre a pintura e a colagem, entre o dadá e o que veio a ser
conhecido como Pop Art, Robert Rauschenberg apresentou o caminho
da não-convenção ao ligar a pintura do expressionismo abstrato a
algo mais comum e, por isso mesmo, mais chocante. Trouxe das suas
pesquisas combinatórias entre pintura e objetos cotidianos nos anos
1950, conhecidos como “combine paintings”, um intercâmbio técnico
entre o que era até então reconhecido enquanto ‘arte’ pelo senso
comum e o resto, daí sua facilidade em combinar em assemblages tudo
o que vale. Rauschenberg recebeu entre outros o prêmio mexicano
Leonardo da Vinci World Award of Arts em 1995, e o Praemium Imperiale
criado pela família imperial japonesa em prol das artes através da
Associação Japonesa de Artes, em 1998. Suas assemblages e gravuras
demonstram a precisa e leve sensibilidade particulares entre aqueles
que entendem a técnica da pintura, e são conhecidas pelo forte uso
de figuras políticas e objetos do cotidiano, porém postos presentes em
claro e pleno equilíbrio.

Core (Congress of Racial Equality), 1965, Serigrafia, 100x70cm
Most visible parts of the sea, 1979, Transfer por solvente a partir de colagem de tecido, 87x67cm